Mensagem do dia 01 / 04 / 2015: Humildade

Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.1 Coríntios 3:7
Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus. Mateus 18:4
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Mateus 11:29

Acho que Deus, com Jesus mesmo declarou aos seus discípulos, tem um lugar especial, uma posição de maior preparada para os humildes! A humildade demonstra para Deus que Ele é o Senhor, e nós apenas seus servos, dependentes Dele e que gostamos de assim ficar. A grande tentação que o diabo através da serpente colocou para Eva, foi exatamente dizer que ela seria igual a Deus se comesse do fruto proibido. Ou seja, ela sairia de sua posição humilde para uma posição de igualdade com Deus. Foi assim que ela foi enganada e acabou levando Adão também a cair no mesmo erro. Encontraremos realmente descanso para nossas almas, quando seguirmos o exemplo dado por Jesus e formos humildes de coração! Sabendo tratar a todos que nos rodeiam, e nos subjgando-se ao poder do Senhor em nossas vidas, é isso que Ele quer de nós. Ele sabe sempre o que é melhor para nós em todo o tempo e resta para nós confiarmos Nele!

 

Mensagem do dia 04 / 04 / 2015: Páscoa

Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.1 Coríntios 5:7

Até Jesus aparecer, a Páscoa era comemorada pelos hebreus para lembrarem de sua saída do Egito em que foram escravos por 400 anos. Moisés, criado pela filha de faraó, liderou a libertação dessa escravidão, após as dez pragas do Antigo Egito, as quais Deus mandou para mostrar seu poder aos egípcios. Na última praga, a morte de todos os primogênitos, para que os hebreus escapassem dela, teriam que aspergir o sangue de um cordeiro em suas portas, evitando assim que a morte entrasse em suas casas. Esta é páscoa judaica, a comemoração da saída do Egito.
Agora com a vinda de Jesus esta data tomou outra forma para os cristãos, que comemoram a ressurreição de Jesus ao terceiro dia! Nesta última ceia, em que Jesus passou junto de seus discípulos, Ele não fez como nas demais comemorações anteriores, mas disse que o pão e o vinho, eram seu corpo e seu sangue! Por isso Paulo escreveu em sua carta aos Coríntios, "Cristo nossa páscoa". Jesus estava preparando seus discípulos para os acontecimentos que viriam após esta data tão importante no calendário judaico, pois iria morrer na cruz, e seria o sacrifício perfeito, para o resgate de todos nós os que viriamos após Ele. A cultura ocidental tenta com a estória dos ovos de chocolate e coelhos, tirar um pouco o foco do que realmente a Páscoa é e deve ser tratada. Assim como o papai noel e os presentes que são trocados, atrapalham o foco do verdadeiro Natal, que significa comemorar o nascimento de Jesus.
Nesta Páscoa, lembremos como disse Paulo, de que Jesus sacrificou-se por nós e ressuscitou ao terceiro dia, e vivo está á direita do Pai, para interceder por nós e nos dar a vida eterna, para todos os que acreditarem nesse sacrifício perfeito e suficiente perante Deus.

 

Mensagem do dia 10 / 04 / 2015: Refletindo sobre comunhão

Porque inclinou a mim os seus ouvidos; portanto, o invocarei enquanto viver. Salmos 116:2
Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito. Salmos 34:18
Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel. Salmos 121:4

Acho que Deus não quer que nos relacionemos com Ele apenas como pedintes na hora do desespero, na hora da aflição, mas quer que tenhamos comunhão com Ele! Procurar pelo Senhor apenas quando a situação fica feia não agrada a ninguém mesmo, imagine Deus! Ele está sempre com seus ouvidos atentos a nós, e perto daquele que tem um coração quebrantado. Sim, mas ele ainda quer que tenhamos comunhão com Ele! É muito chato ficar ouvindo uma pessoa que só o que sabe fazer é pedir, pedir e pedir, não é verdade? Deus não está lá nos altos céus, e simplesmente não dá a menor atenção para suas criaturas, mas é justamente o contrário, está sempre atento, não tosqueneja, ou seja, não cochila, e nem dorme! Tentemos então agradar-lhe e não semos apenas pedintes, mas mergulhemos no conhecimento de sua palavra, descubramos o que Ele quer que façamos, o que Lhe agrada e O desagrada. Sejamos seus filhos tendo como certo que Ele está sempre pronto a nos ouvir! Tenhamos um coração grato por tudo o que Ele fez e faz, e com certeza fará por nós!

 

Mensagem do dia 11 / 04 / 2015: Pedro nega a Jesus

Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou.
E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E, saindo dali, chorou amargamente. Mateus 26:74-75

Antes que o galo cantasse 2 vezes, Pedro iria negar a Jesus 3 vezes!
Jesus já havia dito isto para Pedro, mas este disse que não faria isso, porém não foi o que aconteceu, Jesus, para variar, estava sempre certo.
Pedro acompanhava de longe após Jesus ter sido preso pelos soldados romanos. E mesmo de longe 3 pessoas foram ter com ele, para lhe perguntar se ele não era um dos seguidores de Jesus, e Pedro negou.
O medo pelo que poderia lhe acontecer, era maior do que a força da palavra que Pedro dera a Jesus, que não iria negá-lo.
O medo pelo que pode nos acontecer em nosso dia a dia, nos leva a fazer coisas erradas.
Jesus disse para os discípulos que neste mundo teriam aflições, e todos as temos de vez em quando. Há dias em que acontecem coisas boas e em outros coisas ruins. Mas o mais importante é saber que mesmo acontecendo coisas boas e ruins, Deus está conosco sempre, e isso é o que realmente importa!

Nem sempre o mal que nos acomete é realmente o mal. Depois, mais para a frente olhamos para trás e vemos que tinha a mão do Senhor naquela situação, e o que aconteceu foi o melhor para nós! E que nós não enxergamos isso naquela época...
Não estamos isolados do mundo, numa redoma, como que cercados por um campo de força, que nos protege de tudo o que é errado e mau. Estamos inseridos num mundo cheio de coisas que acontecem e que podem não ser boas como gostaríamos. Isso é normal!
O importante é termos Deus para nos ajudar nas aflições! Com Deus teremos o auxílio certo na hora certa, para vencermos o mal!

Jesus tinha uma cruz para enfrentar, Pedro estava fugindo daquela situação pois tinha medo, muito medo do que poderia lhe acontecer. Jesus estava preparado, já sabia o que iriam lhe fazer: seria castigado, humilhado, crucificado. Não tinha como este cálice ser passado para outro, Ele era o Filho de Deus, e veio para a terra exatamente para isso: salvar a todos o que acreditassem neste seu sacrifício perfeito, pois como uma ovelha muda, sem pecado, foi colocado numa cruz para morrer por muitos e muitos que viriam depois, e lhes dar a vida eterna.
Enquanto Jesus encarava nobremente sua missão, Pedro que tanto tempo estivera ao lado do Mestre, ouvindo suas palavras e aprendendo, agora fugia, assim como todos os discípulos o fizeram também. Quando Jesus foi preso, os discípulos simplesmente desapareceram, sairam em outras direções tomados de medo e pavor.
Eles só mudaram de posição, quando Jesus já ressurreto veio até eles novamente e mostrando que estava vivo, mostrando as cicatrizes de todas as situações que havia suportado, até os furos em seus pulsos feitos pelos pregos na crucifixão, Ele lhes disse que fossem depois de um certo tempo para Jerusalém quando iriam receber o Espírito Santo no Pentecostes, aí sim eles ganharam a intrepidez e a coragem necessárias para continuar pregando a palavra de Jesus, e iniciarem a igreja primitiva.

 

Mensagem do dia 20 / 04 / 2015: As escrituras se cumpriram e se cumprem

E logo, falando ele ainda, veio Judas, que era um dos doze, da parte dos principais dos sacerdotes, e dos escribas e dos anciãos, e com ele uma grande multidão com espadas e varapaus.
Ora, o que o traía, tinha-lhes dado um sinal, dizendo: Aquele que eu beijar, esse é; prendei-o, e levai-o com segurança.
E, logo que chegou, aproximou-se dele, e disse-lhe: Rabi, Rabi. E beijou-o.
E lançaram-lhe as mãos, e o prenderam.
E um dos que ali estavam presentes, puxando da espada, feriu o servo do sumo sacerdote, e cortou-lhe uma orelha.
E, respondendo Jesus, disse-lhes: Saístes com espadas e varapaus a prender-me, como a um salteador?
Todos os dias estava convosco ensinando no templo, e não me prendestes; mas isto é para que as Escrituras se cumpram. Marcos 14:43-49

Judas por 30 moedas traiu o Mestre Jesus. Tudo para que se cumprisse as Escrituras. Havia o momento certo para que isso acontecesse, nem antes, nem depois. Repare como Jesus disse a todos os que estavam naquele local que esteve com aquelas mesmas pessoas ensinando no templo, várias vezes, e não o prenderam. Vontade não lhes faltava, realmente. Os doutores da lei, fariseus, queriam prendê-lo, queriam surpreendê-lo de alguma forma para o tirarem de circulação. Jesus não era um agitador, um homem violento que queria impor suas idéias contra Roma e contra os doutores da lei, mas alguém diferente, o Filho de Deus, que embora não reconhecessem isso, sabiam que Ele era diferente pelo modo que falava, que se portava, que tratava o povo, os pecadores, sem contar nos milagres que fazia. As palavras de Jesus ecoavam fundo no coração e na cabeça de todos os que O ouviam, Ele ensinava com uma autoridade nunca antes ouvida, não era como os profetas antigos ou como os doutores da lei que pregavam muitas vezes da boca para fora, pois não viviam o que falavam. Gostavam de impor duras leis e pesadas cargas para os outros, mas que nem por um momento eles mesmos não podiam suportar. Jesus veio trazer um novo mandamento, resumindo os 10 mandamentos que Moisés passara para todos. Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Neste mandamento está toda a vontade de Deus para com o homem. Se amarmos a Deus sobre todas as coisas, não cairemos em idolatrias, não desagradaremos ao Senhor, e o teremos como único e suficiente Deus. E se amarmos o próximo, como a nós mesmos, acabam-se os motivos de violências, de guerras, de maldades. As escrituras se cumpriram e se cumprem em Jesus! Ele era o prometido e hoje está assentado à direita do Pai, para interceder por nós, pecadores e não merecedores de tamanha atenção e bênçãos.

 

Mensagem do dia 30 / 04 / 2015: Vai passar

Recebi este texto sem autoria, e gostaria de compartilhar:
" Uma pergunta: Você está agora, neste momento, muito alegre por algum motivo particular, digamos alguma conquista ou recente experiência, memorável? Tenho uma péssima notícia para você. Isso vai passar. Próxima pergunta: Você está agora muito triste, melancólico, cabisbaixo por algo que lhe aconteceu, que lhe contrariou, abalou e tirou seu ânimo? Pois calma, vai passar. 
 
A vida passa. Você passa. O que você tem e o que você sente também passam. Se não tiver cuidado até mesmo o que você é, passa. Como dizia um grande amigo, até “uva passa”. Pense em suas conquistas anteriores. Lembra daquele sentimento bom que lhe invadia, aquela alegria incontrolável por ter comprado o carro novo, começado o namoro tão desejado, conquistado o emprego tão disputado, entrado na universidade tão sonhada? Pois passou. “Ah, eu queria que esse momento jamais acabasse, que durasse eternamente...”. Ilusão, pura fantasia descolada da realidade!
 
Da mesma forma, lembra de todas aquelas vezes que você queria morrer por estar enfrentando um dilema, um conflito ou um trauma que certas circunstâncias da vida lhe proporcionaram, ou algo que sua própria decisão equivocada lhe causou? Também passou. Não tem jeito, tudo isso passa. 
 
Ora, se essa é uma verdade inquestionável, a de que tudo passa, porque não nos preparamos e nos aquietamos diante da infalível volatilidade da vida. Porque nos falta a esperança quando estamos no fundo dos poços emocionais? Porque nos faltam a cautela e o zelo quando estamos no cume das alegrias momentâneas? Existem pessoas que pensam que tudo permanece. Têm um olhar momentâneo, de curto prazo. São incapazes de perceberem a vida como um filme. Só conseguem ver a foto revelada no instante que vivem suas emoções. Não se aquietam, não esperam, não deixam que o senhor da razão, o tempo, faça sua parte, fazendo passar o que por poucos instantes já foi.
 
A dor chega, se instala, nos mói, nos faz contorcer e, quando vai embora, dizemos: PASSOU. O ônibus que se foi e não alcançamos PASSOU. Mas nos conformamos: “vamos esperar o próximo”. A namorada ou namorado que não são mais, são, agora, passado. “PASSA esse prato, por favor”. Passamos também a pergunta que não sabemos. Até o que é inerte passa. Ou por casa não passa uma certa rua próxima de sua casa. Mas como pode uma rua passar? Simples: é porque por elas se passam. Passe também o que não mais lhe serve para frente, deixe que alguém continue a usá-lo. Ou então, passe aquela roupa amassada, use-a, mesmo que você tenha certeza que ela irá amassar novamente, e mais uma vez precisará ser passada. Não tem jeito, a vida vai e vem e tudo passa. Nem mesmo aqueles que afirmam ficar, ficam. Porque se vivem, mudam. E se mudam, passam, mesmo que no mesmo lugar. Tudo passa. Você passa.
 
Os mais antigos costumavam chamar a morte de passamento. Alguns ainda a definem como passagem. Dizem que o fulano “passou dessa para uma melhor”. 
Conta-se até uma lenda, que um turista americano viajou vários dias para conhecer um grande guru indiano. Chegando na casa dele, de mala em punho, assustou-se pela cada não ter praticamente nada, a não ser uma cama, uma mesa, uma cadeira, uma prateleira e muitos livros. E ele perguntou ao guru: “Mas o senhor só tem isso?” No que o guru respondeu com uma pergunta: “E você, só tem esta mala?” O turista respondeu: “Sim, mas eu estou aqui só de passagem”. No que o guru devolveu: “Meu filho, nesta vida, eu também”.
 
Lógico que o que passa não necessariamente se acaba. Mas certamente se transforma. “...as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (II Co 5:17). “Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia” (II Co 4:16). As relações, por exemplo, se transformam, sem necessariamente se acabar, mas passam. Ou você, que é casado há anos, ou até mesmo meses, acredita que tem o mesmo relacionamento que antes. Não! Mesmo que continue com a outra parte uma mesma forma de relacionamento – amizade, casamento, sociedade –, a natureza, intensidade, algumas características desse relacionamento, já passaram. Os sentimentos mudam, passam, e se transformam. Outras vezes, as relações passam se rompendo. Mas é certo que não permanecem.

Será então que estamos aqui, neste mundo, somente passando? Será que viver é passar, e não permanecer? Será que nada permanece, será que nada fica? Mateus e Marcos registram que Jesus afirmou: “os céus e a terra passarão, mas minhas palavras não hão de passar”. 2000 anos depois, suas palavras continuam ecoando nos quatros cantos da Terra e maravilhando vidas, passando por corações que se transformam ao debulhar da beleza de seus ensinamentos (que não passam). 
Sim algo permanece, mas não é humano. Tudo que é humano, mesmo imaterial, passa. As coisas que permanecem transcendem nossa existência, nosso plano. Só o que é espiritual permanece. “Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas” (II Co 4:18). 
 
O sorriso pela piada gostosa; o choro pelo ente que se foi; passam. Mas a sede por Deus, e por suas coisas, aquelas que são do alto, permanece em nossos corações. Mesmo que travestidas em forma de desejo, dúvida, certeza, apelo, choro, alegria. E esta sede somente passará quando, finalmente, e para sempre, chegarmos em sua presença. Aí, tudo que se foi terá passado, e nada mais passará. Tudo será eterno. Como Ele é.
 
Por enquanto, simplesmente aceite a idéia que tudo passa. Mas não faça disso motivo para não agir, achando que tudo vai passar por si só. Os sentimentos bons, as alegrias certamente passarão, mas podem permanecer por mais tempo, durar mais, se você intervir no processo, se você agir. Da mesma forma, se você agir, fazendo algo de valor por si mesmo, as coisas ruins podem passar mais rápido, mesmo sabendo que elas poderiam passar sozinhas. Então, aprenda a esperar pelo tempo, diminua suas ansiedades e angústias, sabendo que, felizmente, as coisas ruins passarão, mas que, infelizmente, as boas também. Deposite sua esperança nAquele que nunca passa, e com isso aumente o tempo do gozo das alegrias, e reduza o tempo da dor das tristezas e insucessos. Mas sabendo que eles sempre passarão. 
 
Só não vale dizer que “na vida, todos somos passageiros, menos o cobrador e o motorista.” Não, você não é passageiro. Você, na verdade, tem que ser o motorista. Tudo que você tem e sente é que é passageiro. Mas isso é assunto para outro texto. E só quando o tempo passar. Esperemos!"

 Veja mais ministrações e vídeos neste site

Projeto e Manutenção do Site

clauco@terra.com.br

Volta para página inicial