Mensagem do dia 02 / 07 / 2014: Solidão?

Eis que chega a hora, e já se aproxima, em que vós sereis dispersos cada um para sua parte, e me deixareis só; mas não estou só, porque o Pai está comigo. João 16:32

Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces.
Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá. Salmos 139:4-10

Veja como Jesus se sentia internamente falando, nunca se sentia sozinho, o Pai estava com Ele o tempo todo.
Nós também podemos dizer o mesmo, o Senhor está dentro de nós, não importa aonde estejamos, se nas profundezas de um vale, se no alto da montanha, se no fundo do mar, se pisarmos na Lua, o Senhor sempre estará conosco! Isto é algo para nós como uma ciência maravilhosíssima, como disse o salmista, inexplicável por nossa mente finita e limitada. Não podemos compreender tal fato, nem explicar, mas podemos sentir em nosso dia a dia, em nosso viver, como vemos as mãos poderosas do Senhor a cuidar de nós, a iluminar os nossos caminhos, a nos orientar, a nos ajudar, a nos consolar e aconselhar. Nem uma folha cai ao chão sem que Ele o saiba, quanto mais Ele cuida de nós! Isto realmente é algo maravilhoso! O Criador cuida de sua criação! Portanto nunca poderemos nos sentir sozinhos em nenhuma circunstância ou situação.

 

 

Mensagem do dia 10 / 07 / 2014: Jesus tinha compaixão pelo povo

Naqueles dias, havendo uma grande multidão, e não tendo o que comer, Jesus chamou a si os seus discípulos, e disse-lhes:
Tenho compaixão da multidão, porque há já três dias que estão comigo, e não têm o que comer.
E, se os deixar ir em jejum, para suas casas, desfalecerão no caminho, porque alguns deles vieram de longe.
Marcos 8:1-3

Por que Jesus queria multiplicar pães? Da primeira vez alimentou 5 mil pessoas e da segunda vez alimentou 4 mil pessoas. E depois de todos ficarem saciados ainda recolheram vários cestos cheios de pedaços. Jesus não apenas multiplicava os pães diante de todos para saciar aquelas famílias, mas porque tinha compaixão pelas pessoas!Ele não fazia aquilo para aparecer, para ficar em evidência, para conseguir mais seguidores. Queria demonstrar o seu amor, o amor do Pai pelas pessoas, com aquelas multiplicações. Depois de alimentar aquelas pessoas todas espiritualmente com a palavra de Deus, Ele também queria alimentar fisicamente a todos eles! Tudo porque tinha compaixão! Sabia que as pessoas precisavam se alimentar não só espiritualmente mas fisicamente também. E aquilo era urgente para aquele momento. Não havia nada mais importante para aquelas pessoas naquele dia do que se alimentar, para poderem depois ir para suas casas plenamente alimentados da palavra e pelos pães e peixes que foram multiplicados. Deus está realmente presente nas nossas vidas, porque Ele tem compaixão de nós, seu povo. Quer suprir as nossas necessidades hoje e nos dar a vida eterna no futuro!

 

Mensagem do dia 16 / 07 / 2014: O importante é o ser e não o ter

Chamou a si os doze, e começou a enviá-los a dois e dois, e deu-lhes poder sobre os espíritos imundos;
E ordenou-lhes que nada tomassem para o caminho, senão somente um bordão; nem alforje, nem pão, nem dinheiro no cinto;
Mas que calçassem alparcas, e que não vestissem duas túnicas.
E dizia-lhes: Na casa em que entrardes, ficai nela até partirdes dali.
Marcos 6:7-10
Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Mateus 6:19-20

Hoje em dia os valores estão muito trocados. As pessoas valorizam mais o ter, os bens, a ostentação, e não o ser, o agir! Numa sociedade cada vez mais capitalista as coisas acabaram ficando dessa forma mesmo. Dizem que uma pessoa normalmente conectada com internet, celular, televisão, recebe centenas de mensagens de propaganda por dia. Todos querem que nós compremos algo, viajemos, comamos, e muitas vezes são coisas que nem precisamos realmente. A propaganda e o marketing vivem nos bombardeando diariamente com suas mensagens compre isso, compre aquilo. Mas realmente precisamos de tantas coisas assim? Temos que parar, pensar e analisar se o que estão querendo para nós, nos é necessário mesmo! Como dizia uma letra de uma música antiga gospel, "não se pode dormir em duas camas na mesma noite". Jesus não era muito ligado em bens materiais. Tanto que sempre demonstrava isso para seus discípulos e para as pessoas que conviviam com Ele. Deu para seus discípulos várias instruções que só tinham como princípio básico o ser, e não o ter! Não que não possamos ter riquezas, não era isso o que Jesus queria dizer, mas como lidaríamos com isso! Nosso coração não deve ficar ligado ao dinheiro, aos bens, e às riquezas. Tudo corroi. Temos que juntar tesouros lá no céus, aonde a traça e a ferrugem não consomem. Ficando com o coração longe dessas coisas, não teremos avareza, e nos contentaremos com tudo o que temos. Ao contrário do que o mundo tenta nos impor, temos que dar importância sim ao ser. Ser filhos de Deus, fazermos a sua vontade, sermos bons para com o próximo, tratarmos a todos bem, não desejarmos mal à ninguém. Assim estaremos seguindo os conselhos de Jesus e agradando ao Senhor.

 

Mensagem do dia 21 / 07 / 2014: Analisando um milagre de Jesus

E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe que o tocasse.
E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa.
E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam.
Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e o fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu a todos claramente.
Marcos 8:22-25

Vamos analisar um milagre que o Senhor Jesus fez de forma diferente, em duas etapas. Primeiro Ele impôs as mãos nos olhos de um cego, e o curou parcialmente. Visto que ele não via perfeitamente ainda. Depois numa segunda etapa Ele o curou totalmente. Por que será que Jesus fez este milagre desta forma, em duas etapas? Ele tinha poder para curar de uma vez só, com certeza, mas o fez em duas fases. Será que Ele não quer nos dizer algo com este fato, não quer nos ensinar algo agindo daquela forma? Para nós hoje tudo tem que ser imediato, instantâneo. Não se tem paciência para nada, num mundo tão corrido. Jesus porém curou aquele cego em duas etapas e no meio delas ainda lhe perguntou como ele estava, indagou-lhe como ele enxergava as coisas. Quem conhece a mente do Senhor para ter certeza absoluta? Ele faz tudo como Ele quer! Em tudo Deus tem um propósito, há coisas que Deus faz em etapas porque quer que nós a cada etapa aprendamos algo, aumentemos a nossa fé, conheçamos melhor ao Senhor. Ele trata cada pessoa como um ser único, com suas necessidades, com sua rapidez ou lentidão em aprender, Deus realmente é um Deus de amor! Não sabemos realmente porque Jesus fez em duas etapas aquele milagre para aquele cego, quando muitas vezes curou de uma vez só outros cegos. Mas podemos ter a certeza de que somos tratados individualmente por Deus. Somos seus filhos e temos um Pai que cuida de nós em detalhes! Quer que nós nos aprimoremos a cada dia e entendamos melhor o Senhor que temos no controle de nossas vidas!

 

Mensagem do dia 24 / 07 / 2014: Aonde está a nossa força, a nossa confiança?

No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Efésios 6:10
Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus. Salmos 20:7

Muitos confiam em carros e outros em cavalos, como escreveu o salmista, mas nós devemos ter a nossa força, a nossa confiança no Senhor que fez os céus e a terra! Confiar em pessoas ou coisas podem nos decepcionar. Pois pessoas e coisas podem falhar. Mas Deus não falha! Ele tem a hora certa e o modo certo de agir, nós só temos que confiar Nele e em seu poder e força. Temos um grande defeito que é a ansiedade, a falta de paciência em esperar o tempo certo, a hora certa em que o Senhor vai agir. Ele sabe tudo e tem todo o poder. Ele tem a exata consciência de que devemos receber algo ou não. Se aquilo vai ser bom para nós, ou não. Temos que ter fé e a certeza de que o Senhor está cuidando de tudo, essa será a nossa força para viver!

 

Mensagem do dia 30 / 07 / 2014: A maldição do homem moderno - por A.W. Tozer

Chegou para nós por e-mail um texto que gostaríamos de compartilhar para nossa reflexão:

"Existe uma maldição antiga que permanece conosco até hoje — a disposição da sociedade humana de ser completamente absorvida por um mundo sem Deus.

Embora Jesus Cristo tenha vindo a este mundo, este é o pecado supremo dos incrédulos, o qual levou o homem a não sentir — nem sentirá — a presença dEle que permeia todas as coisas. O homem não pode ver a verdadeira Luz, tampouco pode ouvir a voz do Deus de amor e verdade.

Temos nos tornado uma sociedade “profana” — completamente envolvida em nada mais do que os aspectos físico e material desta vida terrena. Homens e mulheres se gloriam do fato de que são capazes de viver em casas luxuosas, vestir roupas de estilistas famosos e dirigir os melhores carros que o dinheiro pode comprar — coisas que as gerações anteriores nunca puderam ter.

Esta é a maldição que jaz sobre o homem moderno — ele é insensível, cego e surdo em sua prontidão de esquecer que existe um Deus. Aceitou a grande mentira e crença estranha de que o materialismo constitui a boa vida. Mas, querido amigo, você sabe que o seu grande pecado é este: a presença eterna de Deus, que alcança todas as coisas, está aqui, e você não pode senti-Lo de maneira alguma, nem O reconhece no menor grau? Você não está ciente de que existe uma grande e verdadeira Luz que resplandece intensamente e que você não pode vê-la? Você não tem ouvido, em sua consciência e mente, uma Voz amável sussurrando a respeito do valor e importância eterna de sua alma, mas, apesar disso, tem dito: “Não ouço nada?”

Muitos homens imprudentes e inclinados ao secularismo respondem: “Bem, estou disposto a agarrar minhas chances”. Que conversa tola de uma criatura frágil e mortal! Isto é tolice porque os homens não podem se dar ao luxo de agarrar as suas chances — quer sejam salvos e perdoados, quer sejam perdidos. Com certeza, esta é a grande maldição que jaz sobre a humanidade de nossos dias — os homens estão envolvidos de tal modo em seu mundo sem Deus, que recusam a Luz que agora brilha, a Voz que fala e a Presença que permeia e muda os corações.

Por isso, os homens buscam dinheiro, fama, lucro, fortuna, entretenimento permanente ou apego aos prazeres. Buscam qualquer coisa que lhes removam a seriedade do viver e que os impeça de sentir que há uma Presença, que é o caminho, a verdade e a vida.

Eu mesmo fui ignorante até aos 17 anos, quando ouvi, pela primeira vez, a pregação na rua e entrei numa igreja onde ouvi um homem citando uma passagem das Escrituras: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim... e achareis descanso para a vossa alma” (Mateus 11. 28,29).

Eu era realmente pouco melhor do que um pagão, mas, de repente, fiquei muito perturbado, pois comecei a sentir e reconhecer a graciosa presença de Deus. Ouvi a voz dEle em meu coração falando indistintamente. Discerni que havia uma Luz resplandecendo em minhas trevas.

Novamente, andando pela rua, parei para ouvir um homem que pregava, em um cantinho, e dizia aos ouvintes: “Se vocês não sabem orar, vão para casa, ajoelhem-se e digam: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador”. Isso foi exatamente o que eu fiz. E Deus prometeu perdoar e satisfazer qualquer pessoa que estiver com bastante fome espiritual e muito interessado, a ponto de clamar: “Senhor, salva-me!”

Bem, Ele está aqui agora. A Palavra, o Senhor Jesus Cristo, se tornou carne e habitou entre nós; e ainda está entre nós, disposto e capaz de salvar. A única coisa que alguém precisa fazer é clamar com um coração humilde e necessitado: “ó Cordeiro de Deus, eu venho a Ti; eu venho a Ti!”

 

Mensagem do dia 31 / 07 / 2014: Como Jesus trata o homem

Mestre, qual é o grande mandamento na lei?
E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Mateus 22:36-40
E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas. Mateus 5:41
Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. 1 João 2:6
E Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e teve compaixão deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor; e começou a ensinar-lhes muitas coisas. Marcos 6:34

Vi uma frase na internet, por sinal com muita sabedoria nela, que diz assim: "podemos realmente conhecer o caráter de uma pessoa, reparando como ela trata alguém que não pode lhe dar nada em troca".
Podemos ver em várias passagens da bíblia como Jesus era cordial com as pessoas, gostava de conversar e tratar bem a todos os que o cercavam. Alguém tinha algo a oferecer a Jesus, o Filho unigênito de Deus?
Não ninguém, poderia lhe oferecer nada pois ele poderia conseguir tudo de todos a qualquer hora e lugar, Ele era o próprio Deus encarnado e estava aqui na terra como um homem comum, sentia o que todo homem sentia, fome, sede, frio, calor, dor. Ele se despojou de toda a sua glória lá nos céus e veio aqui a este mundo para mostrar ao homem como se portar, como ter comunhão com o Criador do universo, seu Pai! Mas vejamos como tratava as pessoas, muito bem! Antes de curar alguém, Ele conversava. Antes de fazer um milagre, demonstrava toda sua compaixão pelo homem e sua condição limitada neste mundo. É assim que Deus quer que o homem trate a seu próximo. Tanto que ao resumir toda a lei em 2 mandamentos, o segundo foi exatamente amar ao próximo como a si mesmo! Assim como Jesus tratou aqueles que estavam perto Dele, Ele quer também que tratemos aos que nos cercam! Que choremos com quem chora, que nos alegremos com quem se alegra, que participemos das vidas uns dos outros, revelando preocupação e cuidado, mesmo com quem não vai nos dar ou retribuir nada.
De que nos vale apenas amar aos amigos? Aquele que nos forçar a andar uma milha, andemos com ele duas milhas! Aquele que diz estar em Cristo deve seguir os seus exemplos de vida e andar como Ele andou, tratar as pessoas como ele tratou!
E Jesus vive, continua nos tratando da mesma forma, Ele não fica lá nos céus alheio ao que nos acontece, mas nos observa, interessado em nós, em nossos caminhos, atento ao que seus filhos fazem. Este é o amor que Deus revela por nós, suas criaturas, pecadoras, não merecedoras de nada, mas que trata a cada um de nós, vendo-nos pelo sangue que Jesus verteu na cruz naquele dia, e por isso nos enxerga como remidos e justificados, e portanto dignos da graça com que nos presenteou.

 Veja mais ministrações e vídeos neste site

Projeto e Manutenção do Site

clauco@terra.com.br

Volta para página inicial