Mensagem do dia 03 / 10 / 2013: A bênção que é viver com Deus!

Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.
(Filipenses capítulo 4, versículos 6 e 7)

Muitos ficam preocupados com alguma situação ou problema que surge do nada, e por causa disso se estressam, se deprimem, ficam realmente perturbados, pensando e se perguntando: e agora? o que é que eu faço? Temos que encarar estes problemas como pontuais e momentâneos! Se você um dia entregou a sua vida nas mãos poderosas do Senhor, pode ficar certo de que nem uma folha cai ao chão sem que Deus o saiba, imagine o quanto é importante a sua vida para o Criador! Ele não está lá no alto dos céus e fica sem se importar conosco não! Nada disso, ele se preocupa com cada momento nosso, com cada instante que vivemos. Se estamos passando por algum problema devemos encará-lo como passageiro. Não nascemos para ficar num deserto, mas para ultrapassá-lo, e sair dele. Os problemas vem e vão. Viver com Deus é uma bênção! Sabemos que Ele está realmente no controle de tudo, e não temos o que temer! Não devemos ficar preocupados em demasia com nada! O que Paulo sabiamente e divinamente inspirado escreveu aos Filipenses, foi que devemos orar e suplicar a Deus, mas o Senhor já sabe de antemão do que nos aflige. O fato de orarmos e suplicarmos é para nos tranquilizar, nos deixar bem espiritualmente falando, e confiantes, com uma paz que só Deus pode trazer. Mas Deus tudo sabe, antes de lhe pedirmos algo, ele já conhece os nossos pensamentos! Fica a dica!

 

Mensagem do dia 07 / 10 / 2013: Tomada de decisões

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. (Romanos capítulo 8, versículo 28)

Hoje está se falando muito no Big Data, que é esta grande quantidade informações que estão por aí e que ajudam as pessoas a tomar decisões.
Antigamente o que tínhamos para pesquisar era muito escasso, de difícil acesso, e dependíamos de informações passadas boca a boca, ou então de pesquisas em livros e revistas, o que dispendia muito tempo e trabalho para conseguí-las. E os dados nem sempre eram atuais...
Mas mesmo toda essa informação estando disponível a poucos toques no teclado, o seu volume acaba nos deixando até meio inseguros pela quantidade de dados que temos que analisar! Esse excesso de dados se por um lado ajuda, também complica! Quanta informação! Quantas opções! Uma decisão errada parece que pode nos fazer virar o barco da vida para um lado que não deveríamos!
Devemos realmente nos preocupar com tal rumo tomado?
Será que nossa vida realmente somos nós quem a controlamos e a guiamos?
Deus nos deu o livre-arbítrio. Até naquele filme o Todo Poderoso, Deus fala ao personagem de Jim Carrey, que ele ocuparia o seu lugar por uma semana, mas não podia mudar o livre-arbítrio das pessoas!
Está aí uma coisa que o Senhor não pode fazer! Isto que dá um sabor à nossa vida, e que nos diferencia dos anjos.
Tudo o que fizermos, realmente é de nossa responsabilidade!
Os mais jovens parecem que não entendem isso, vivem meio inconsequentemente, já os mais velhos e experientes, sabem que as coisas funcionam exatamente dessa maneira.
Tudo é uma questão de vivência, de experiências adquiridas. Coisas que damos importância e coisas que deixamos passar desapercebidas!
Para Deus nossa vida é importante, tanto que ele sabe tudo o que acontece conosco, sabe quando caiu cada fio de nosso cabelo!
Vivendo com Deus podemos ter a certeza de que não importam as decisões que tomarmos, se naquele momento estavam erradas ou totalmente certas, no geral vamos caminhando em frente e observados por Ele andamos, tropeçamos, caimos, levantamos, atravessamos desertos e lagos, mas não submergimos, isto é o que importa!
Percebemos que todas as coisas contribuem para o nosso bem!
O importante é fazer com que o Senhor saiba de tudo o que nos aflige, de tudo o que nos preocupa, pois assim emocionalmente ficamos mais tranquilos, e Ele fará o melhor para nós, inclusive nos ajudando a tomar as decisões mais acertadas para aquele momento!

 

Mensagem do dia 14 / 10 / 2013: Firmeza em Deus

Portanto, meus amados e mui queridos irmãos, minha alegria e coroa, estai assim firmes no Senhor, amados. (Filipenses capítulo 4, versículo 1)
E, passando seus discípulos para o outro lado, tinham-se esquecido de trazer pão.
E Jesus disse-lhes: Adverti, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.
E eles arrazoavam entre si, dizendo: É porque não trouxemos pão.
E Jesus, percebendo isso, disse: Por que arrazoais entre vós, homens de pouca fé, sobre o não terdes trazido pão?
Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens, e de quantas alcofas levantastes?
Nem dos sete pães para quatro mil, e de quantos cestos levantastes?
Como não compreendestes que não vos falei a respeito do pão, mas que vos guardásseis do fermento dos fariseus e saduceus?
Então compreenderam que não dissera que se guardassem do fermento do pão, mas da doutrina dos fariseus.
(Mateus capítulo 16, versículos 5 a 12)

Temos que estar firmes em Deus, como escreveu Paulo aos Filipenses. Não firmes na instituição igreja, mas no Senhor! Isto não nos torna religiosos, mas o que Deus quer de nós: que sejamos apenas cristãos. Os fariseus eram muito religiosos, sabiam toda a lei, todas as doutrinas dos judeus, mas seus corações estavam longe do Senhor, só tinham aparência exterior, mas por fora eram como sepulcros caiados. Deus enxerga nosso interior, antes que nossos pensamentos subam à nossa cabeça, o Senhor já os tem conhecido. Essa firmeza em Deus vem pelo nosso caminhar com Ele. Vemos o que Ele tem feito em nossa vida, confiamos completamente no seu poder, e temos a certeza de que estamos sendo cuidados pelo Senhor. Ele não está no alto dos céus, sem se importar conosco. Pelo contrário, Ele está atento a tudo o que acontece conosco, cada detalhe de nossa vida.

 

Mensagem do dia 17 / 10 / 2013: Por que buscamos a Deus?

E bem sabeis também, ó filipenses, que, no princípio do evangelho, quando parti da macedônia, nenhuma igreja comunicou comigo com respeito a dar e a receber, senão vós somente;
Porque também uma e outra vez me mandastes o necessário a tessalônica.
Não que procure dádivas, mas procuro o fruto que cresça para a vossa conta.
Mas bastante tenho recebido, e tenho abundância. Cheio estou, depois que recebi de Epafrodito o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus.
O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
(Filipenses capítulo 4, versículos 15 a 19)

Por que buscamos a Deus? Há sempre um interesse de nossa parte. Temos sempre algo a pedir para Ele. Procuramos que suas obras aconteçam em nossas vidas. Deus realmente é supridor para nós, para tudo o que precisarmos em nosso viver. Se o que queremos é da vontade de Deus, se o que nos interessa é o que interessa ao Senhor também, com certeza Ele irá nos ajudar! Analise bem, com qual interesse estamos buscando a Deus? O que nos atrai para ir em busca de Deus? Paulo não estava atrás de dádivas. Temos que ser como Paulo com interesse pela obra e não pelas dádivas que ele conseguia através das obras! Os donativos que Paulo recebia por fazer a obra de Deus o deixavam contente, é claro mas, esse não era o objetivo de Paulo, o receber os donativos, mas sim, o principal era fazer a obra do Senhor!
Não devemos correr atrás de Deus com o objetivo prinicipal de busca das dádivas! Procuremos o fruto que nos acrescente, procuremos dar fruto, pois assim teremos nosso crédito com Deus aumentado! Nos tornaremos parecidos com o Pai, e mostraremos que somos realmente filhos Dele! Na bíblia há uma expressão amplamente utilizada em centenas talvez milhares de passagens e portanto é muito importante, que tal pessoa era filho de fulano de tal. Isto mostra que o caráter do pai, era passado para o filho, e isso se tornava um adjetivo para este último. Conhecia-se o filho pelo nome do pai. Quando Davi matou o gigante Golias, o rei lhe perguntou de quem ele era filho! De sua antecedência, de seu pai, ele enxergaria seu filho. As características do pai, estavam no filho. Que nós busquemos a Deus para ter essa característica também transmitida a nós! Que sejamos conhecidos como filhos de Deus! Que as pessoas nos vejam buscando a Deus, não pelas dádivas que Ele nos dá, mas como fazedores da obra e por querermos dar frutos! E com isso demonstrarmos quem nosso Pai realmente é! Uma pessoa rica e cheia de bens, não teria interesse em buscar a Deus para que lhe dê bens, ou teoricamente não deveria buscar com este interesse, pois ela já os tem. Ela pode ter de tudo mas ser infeliz, ter um vazio enorme dentro de si, não sentir paz e nem ter felicidade. O que poderá realmente mudar a vida dessa pessoa são os frutos! É por esta razão que devemos buscar a Deus! E por nossos frutos seremos reconhecidos principalmente por Deus, e Ele nos recompensará com certeza!

 

Mensagem do dia 21 / 10 / 2013: A graça de Deus

E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.(Lucas capítulo 2, versículo 40)
E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens. (Lucas capítulo 2, versículo 52)
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com vós todos. Amém. (Filipenses capítulo 4, versículo 23)
Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), (Efésios capítulo 2, versículo 5)
Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo. (1 Corintios, capítulo 15, versículo 10)
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém. (Apocalipse capítulo 22, versículo 21)
E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. (2 Coríntios capítulo 12, versículo 9)

Como escreveu o médico Lucas sobre Jesus, ele atentou com muita propriedade e exatidão para o fato de que a graça de Deus estava sobre o menino Jesus, e que Ele crescia em graça para com Deus, o Pai! Paulo também na carta aos Filipenses, desejou que a graça estivesse com todos daquela comunidade. Paulo sempre ao se despedir em suas cartas, desejava que a graça de Deus estivesse com aqueles para os quais tinha escrito. Notemos a importância que o apóstolo Paulo dava para este item em sua própria vida e nas vidas daqueles que conhecera. João também ao finalizar suas visões no apocalipse desejou que a graça de Deus estivesse conosco!
Certamente, vendo todos esses exemplos de homens importantes como Paulo e João, dentre tantos em que podemos nos espelhar, o que interessa para nós também nos dias de hoje, é termos a graça de Deus em nossa vida! É ela que nos faz vivermos felizes nos momentos bons e com fé na vitória nos momentos ruins, contentes e satisfeitos com o que temos, desejosos em crescer, mas sempre na graça de Deus, e é pela graça que somos justificados para Deus por meio de Jesus, pois pela graça somos salvos! A graça de Deus realmente é o bastante para nós, mesmo parecendo que somos fracos, ela nos deixa fortes, e prontos para seguir para o alvo! Não importa se temos dinheiro, bastante ou pouco, saúde, muita ou pouca, inteligência bastante ou pouca, o que nos diferencia neste mundo é a graça de Deus que está sobre nós! É com ela que Deus conta para nos capacitar em tudo e a todo momento de nossas vidas! Não importa se somos fortes ou fracos, grandes ou pequenos, importantes ou mais um dentre tantos outros, a graça de Deus é o que importa termos! Ela é quem nos aperfeiçoa para sermos servos e instrumentos de Deus aqui na terra. Não importando a nossa condição!

 

Mensagem do dia 25 / 10 / 2013: O sacrifício perfeito

Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez.
E assim todo o sacerdote aparece cada dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar os pecados;
Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus,
(Hebreus capítulo 10, versículos 10 a 12)
Mas bastante tenho recebido, e tenho abundância. Cheio estou, depois que recebi de Epafrodito o que da vossa parte me foi enviado, como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus. (Filipenses capítulo 4, versículo 18)

Antes de Jesus, os judeus costumavam sacrificar animais para expiarem suas faltas e então ficarem de bem com o Senhor, e assim se sentissem perdoados. O sangue inocente de um animal novo sem manchas, sem defeito, pagava as culpas dos homens. Mas Jesus veio a este mundo e foi o sacrifício perfeito, definitivo, idealizado pelo Pai, para remissão de todos os pecados daqueles que viriam depois de Jesus! Jesus foi sacrificado em nosso lugar.
Paulo escreve sobre um sacrifício agradável e aprazivel a Deus! As pessoas estavam ajudando Paulo, não como um sacrifício a Deus, mas para ajudar um amigo que estava em necessidade, e por isso era aceitável por Deus. Paulo ficou muito feliz com aquela ajuda, mas sabia da dificuldade que aquelas pessoas tinham em mandar qualquer tipo de ajuda. Eles o ajudaram sabendo que não receberiam algo em troca, pois Paulo estava numa situação muito pior do que a deles. Isto é que é generosidade! Aquelas pessoas ajudavam sabendo que não receberiam nada em troca, era uma ajuda espontânea, livre e desinteressada, pura de coração, por isso mesmo Paulo a descrevia como um sacrificio agradável e aprazível a Deus.
O homem não precisa e nem deve ficar sacrificando, ou sacrificando-se, para alcançar algo de Deus! Se ele fizer isso acaba invalidando ou menosprezando o sacrifício de Jesus! Há algo que podemos dar ou oferecer ao Senhor que seja maior ou melhor do que Jesus, o próprio filho de Deus, que se deu, se sacrificou por todos nós? Muitos hoje falam em alcançar bênçãos de Deus através de sacrifícios. Aqueles sacrificios que Paulo fala, eram para ajudá-lo, e não para superar o sacrifício de Jesus, por isso eram aceitáveis e agradáveis pelo Senhor. Quando fazemos um sacrifício para salvar algum negócio nosso, para que alcancemos alguma saída para um problema, estamos colocando fé num sacrifício e não em Jesus, que foi o sacrifício perfeito! Não podemos substituir o sacrifício de Jesus, isto seria uma abominação a Deus! Se fizermos alguma espécie de sacrifício para obtermos algo do Senhor, não estaremos sacrificando ao Senhor, mas somente para nós mesmos! Por exemplo: andar de joelhos numa escadaria, caminhar quilômetros descalço por uma estrada, ficar sem se alimentar para que Deus nos abençoe, está tirando o verdadeiro valor do sacrifício do Filho de Deus por nós!
Deus nos abençoa porque Ele é Deus, e não precisa de nosso sacrifício seja ele como for, para nos abençoar.
Ele é nosso Pai, e nós somos seus filhos. E não precisamos e nem devemos pagar mais o pecado pois Jesus já pagou de modo definitivo e suficiente.
A nossa dívida para com Deus já está paga pelo sacrificio perfeito de Jesus na cruz!

 

Mensagem do dia 29 / 10 / 2013: Ansiedade

Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. (Filipenses capítulo 4, versículo 6)
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? (Mateus capítulo 6, versículo 31)
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. (Mateus capítulo 6, versículo 34)

Ansiedade faz muito mal à nossa saúde. Ela pode vir pelo excesso de preocupação pelo dia de amanhã. O que nós temos que aprender é viver o dia de hoje, pois basta a cada dia o seu próprio mal, como disse Jesus em seu famoso sermão da montanha. Essa preocupação excessiva é muito maléfica para nós. Temos que aprender a ter mais confiança em Deus, pois a ansiedade mostra justamente o contrário. As misericórdias do Senhor se renovam a cada dia, isto quer dizer, que todos os dias o Senhor nos dá a chance de recomeçar, do início, com oportunidades que se abrirão para nós e nos trarão o sustento diário. Quando o povo de Deus estava no deserto, e o maná literalmente caia dos céus em cada porta de suas casas, eles não podiam pegar mais que o necessário para aquele dia, pois se sobrasse algo para o dia seguinte, certamente estragaria! A porção de cada dia eles recebiam religiosamente e de graça, então para que ajuntarem? Estejamos pois contentes em recebermos do Senhor a nossa porção diária, que com certeza é a suficiente para nós!

 Veja mais ministrações e vídeos neste site

Projeto e Manutenção do Site

clauco@terra.com.br

Volta para página inicial